sexta-feira, 30 de novembro de 2012

NOTA OFICIAL DA FAB SOBRE INCIDENTE COM "VANT" EM SANTA MARIA


Hermes 450. Foto: FAB

Nota Oficial – Incidente com VANT

Ao contrário do publicado em alguns jornais, o Comando da Aeronáutica informa que não houve um acidente com perda total de um Veículo Aéreo Não-Tripulado (VANT) da Força Aérea Brasileira.

Na realidade, houve uma perda de potência do motor logo após a decolagem e o controlador, seguindo os procedimentos previstos no manual de operação, realizou o pouso da aeronave. Durante essa manobra, ocorreram algumas avarias estruturais.

O incidente ocorreu no dia 5 de novembro e a aeronave, modelo RQ-450, está em manutenção. Não houve nenhum dano aos equipamentos eletrônicos do VANT.

Vale salientar ainda que o segundo RQ-450 da FAB está em plenas condições operacionais e continua a realizar voos normalmente a partir da Base Aérea de Santa Maria (RS), sede do Esquadrão Hórus, o primeiro do país a operar aeronaves deste tipo.

Já o VANT baseado em São Miguel do Iguaçu (PR) é de propriedade da Polícia Federal.

Brasília, 30 de novembro de 2012

Brigadeiro-do-Ar Marcelo Kanitz Damasceno
Chefe do Centro de Comunicação Social da Aeronáutica

GUARULHOS PODERÁ OPERAR COM POUSOS E DECOLAGENS SIMULTÂNEOS


A Aeronáutica prepara a liberação, pela primeira vez, de pousos e decolagens simultâneos em aeroportos com pistas paralelas onde hoje há restrições a esse tipo de operação. É exatamente a situação de Cumbica, em Guarulhos (Grande São Paulo), mais movimentado aeroporto nacional e porta de entrada de estrangeiros no país.
O objetivo é ampliar o número de voos em Cumbica e em outros aeroportos com as mesmas características até a Copa de 2014.
Ronaldo Jenkins, diretor técnico da Abear (Associação Brasileira das Empresas Aéreas), estima que a medida possa elevar o movimento em Cumbica em 30% -dos atuais 45 para 58 pousos e decolagens a cada hora.
Oficialmente, a Aeronáutica afirma que tem dado "atenção especial" a essa proposta e que a mantém sob análise. A interlocutores, porém, oficiais têm dito que a nova regra pode sair ainda neste ano.
A implantação levará um ano após a norma entrar em vigor, prazo que a Aeronáutica dará para treinamento de controladores de voo e pilotos.
Além disso, as reformas previstas para as pistas em 2013 irão facilitar a mudança.
Cumbica não pode hoje ter pousos e decolagens simultâneos porque as duas pistas têm 375 metros de distância entre si -a norma atual exige 760 metros.
A proposta é abrir a possibilidade para esse tipo de operação quando houver condição visual (dias e noites de céu claro, em que o piloto tem referência do que está à frente e do que está abaixo). Pilotos e controladores farão o gerenciamento.
Em 70% do ano, o aeroporto de Cumbica opera em condição visual.
Entre os cenários que a alteração permitiria estão:
1) autorizar que um avião decole em uma pista enquanto outro se prepara para aterrissar na outra; hoje, o avião prestes a decolar tem que esperar o que aterrissa tocar na pista para, só então, partir.
2) autorizar que dois aviões se aproximem para pouso ou decolem ao mesmo tempo (não necessariamente em paralelo), cada um em uma pista. 

Fonte: Folha

IMAGENS FANTÁSTICAS DA ESQUADRILHA DA FUMAÇA

Impossível não se arrepiar e ver só uma vez...



quinta-feira, 29 de novembro de 2012

CFN - 29/11/2012 - PR-AXH AZUL Embraer ERJ-190-200IGW 195AR (CN 19000569)

O PR-AXH com a pintura "Verão Azul" foi fotografado em Confins pelo amigo Marcos Junglas e já "andou" por Guarulhos e pelo Santos Dumont. Vamos ficar de olho nas espera por uma visita a Porto Alegre.

BELL 204

A AREB (Associação do Reservistas do Exército Brasileiro) está vendendo um Bell 204 UH-1H Huey (Sapão). Aeronave já serviu na Guerra do Vietnã e possui marcas de balas. Interessados civis podem adquirir a aeronave.



PERFECT STORM

A imagem abaixo mostra o porta-aviões USS Dwight D. Eisenhower (CVN 69) durante uma operação na área da atuação da 5ª Frota passando por uma tempestade. 

Foto: U.S Navy

quarta-feira, 28 de novembro de 2012

EMBRAER LEGACY 500


São José dos Campos, Brasil, 27 de novembro de 2012 -- A Embraer voou hoje pela primeira vez o Legacy 500, marcando o início de uma nova geração de jatos executivos. Ele elevará, sem dúvida, o padrão da indústria para projetos futuros em relação à tecnologia, desempenho, estilo e conforto.


O primeiro voo do Legacy 500, novo jato executivo da companhia, com capacidade para até 12 passageiros, durou 1 hora e 45 minutos e foi realizado pelos pilotos de teste Mozart Louzada e Eduardo Camelier, acompanhados dos engenheiros de ensaios em voo Gustavo Monteiro Paixão e Alexandre Figueiredo.

Segundo a Embraer, o voo foi considerado “impecável”, tendo executado todos os testes de sistemas e de características de desempenho e dirigibilidade. “O voo foi um sucesso, exatamente como o previsto no plano. Foi impecável”, disse o comandante Louzada.

Resultado de um investimento de US$ 750 milhões, o novo avião deve ter suas primeiras entregas em 2014.

De acordo a Embraer, nos próximos 10 anos, o mercado para este modelo vai demandar entre 7.870 e 9.300 jatos executivos, avaliados entre US$ 205 bilhões e US$ 246 bilhões. Cada Legacy 500 tem preço de mercado estimado em US$ 20 milhões.

“Este jato simboliza o futuro da aviação executiva e é fruto da inovação, talento e dedicação que fazem parte da cultura da Embraer”, disse Frederico Fleury Curado, diretor-presidente da Embraer.
O voo aconteceu à tarde e foi acompanhado por funcionários da unidade da empresa em São José.

Tecnologia. 

Um dos diferenciais do Legacy 500, e grande aposta da companhia para assumir a liderança do mercado executivo mundial, é a nova tecnologia que vai trazer mais segurança à aviação mundial, chamada de fly-by-wire, um sistema de controle de voo eletrônico que diminui a oscilação da aeronave, minimiza as turbulências e torna o voo mais suave e agradável. 

Segundo a Embraer, ao chacoalhar menos, o avião oferece um melhor nível de conforto em todas as fases do voo.

Os atuais aviões comerciais da família Embraer 170/190 têm controles de voo FBW combinados com os tradicionais e hidráulicos. Pela primeira vez, porém, a Embraer utilizará o sistema eletrônico completo de comandos de voo no Legacy 500. Segundo a empresa, o modelo servirá de exemplo aos novos modelos que a companhia vai desenvolver no futuro para os segmentos comercial e executivo.
“Esta é a aeronave que nos levará de importante competidor da indústria de jatos executivos para a liderança do mercado”, disse Ernest Edwards, Presidente da Embraer – Aviação Executiva. 

Projeto. 

Com o lançamento oficial do projeto em 2008, a aeronave foi desenvolvida ao longo da crise financeira que afetou mercados de todo o mundo. Antes do voo de ontem, o Legacy 500 somou mais de 10 mil horas de ensaios de sistemas.

Especificações do Legacy 500

Alcance (Reservas NBAA, 200nm de alternado, LRC, 4 passageiros): 5.556 km

High-Speed Cruise/Velocidade máxima de cruzeiro: Mach 0,82

TOFL @ MTOW, ISA, SL (Distância de decolagem): 1.402 m

Configuração dos assentos: 2 + 8/12

Altura máxima da cabine: 1,82 m

Largura máxima da cabine: 2,08 m

Comprimento da cabine: 8,17 m

Capacidade externa de bagagem: 3,11 m³

Capacidade interna de bagagem: 1,13 m³

Capacidade total de bagagem: 4,24 m³

B-52 STRATOFORTRESS

FOTO FEITA DA POSIÇÃO DO OPERADOR DO BOOM DE UM BOEING KC-135 STRATOTANKER DURANTE O REABASTECIMENTO NOTURNO DE UM B-52.

FOTO: Barksdale Air Force Base

EUROFIGHTER TYPHOON POR CLARE SCOTT

Eurofighter Typhoon FGR4 BH ZJ814

Eurofighter Typhoon FGR4 ZJ806 BE

Eurofighter Typhoon FGR4 ZJ930 AA 17 Sqn

Eurofighter Typhoon FGR4 ZJ911 BZ  29 (R) Sqn

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

domingo, 25 de novembro de 2012

POUSO E DECOLAGEM DO J-15 NO PORTA-AVIÕES LIAONING




Embora ainda esteja a décadas de distância de atingir uma capacidade de combate comparável a da Marinha dos EUA, o Exército e Marinha Popular de Libertação da China está tentando preencher a lacuna muito rapidamente.

De acordo com Alert5, o primeiro pouso enganchado no Liaoning ocorreu em 21 de outubro com um J-15 pilotado por um piloto de teste.

Em 20 de novembro, PLANAF (People Liberation Army Navy Air Force) realizou o pouso enganchado bem-sucedido pela primeira vez no Liaoning, com um Shenyang J-15, caça multirole considerado de geração "4.5" (com base na fuselagem Su-33 desenvolvido com tecnologia chinesa).

Em 23 de novembro, as operações de vôo sobre o porta-aviões envolveram dois pilotos da PLANAF.

Comprado em 1998, o porta-aviões da Classe Kutznesov de 60.000 toneladas, anteriormente denominado "Varyag", vai ser usado para testar e qualificar pilotos chineses na versão navalizada do J-15, bem como para testar e validar procedimentos, equipamentos para um futuro porta-aviões (não esperado antes de 2020).

Assim, não só a China é atualmente o único país conhecido por desenvolver dois caças stealth simultaneamente (o J-20 e J-31), mas os pousos bem-sucedidos em Liaoning colocam sua Marinha no caminho certo para um futuro papel como potência marítima capaz a representar uma ameaça para as forças navais dos EUA no teatro da Ásia-Pacífico.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

ESCUADRILLA ARGENTINA DE ACROBACIA AÉREA


MINISTÉRIO PÚBLICO PODE INTERVIR EM DEMISSÕES NA WEBJET

 
O procurador-geral do Trabalho, Luís Camargo, afirmou nesta sexta-feira que o Ministério Público do Trabalho (MPT) estuda a possibilidade de intervir no caso das cerca de 850 demissões anunciadas pela Webjet e pela Gol, controladora da empresa.

"O Tribunal Superior do Trabalho, no caso das 4 mil demissões da Embraer, deixou o indicativo de que demissões em massa não podem ser unilaterais, exigindo prévia negociação coletiva trabalhista", disse em nota. A companhia aérea anunciou nesta sexta-feira que vai encerrar as atividades da Webjet.

Segundo o presidente da Gol, Paulo Sérgio Kakinoff, nenhum passageiro da Webjet será afetado pela decisão e todos os voos da empresa já foram transferidos para aviões da Gol. A empresa passa, portanto, a ser responsável por todos os serviços de transporte aéreo e assistência aos passageiros da Webjet, comprada pela Gol em agosto do ano passado.

Ao todo, a Webjet tinha 1 500 funcionários. Segundo Kakinoff, 450 profissionais foram absorvidos pela Gol. Entre 150 e 200 empregados estão em fase de pré-aposentadoria ou licenças. Há ainda trabalhadores que ficarão responsáveis pelas ações administrativas para o encerramento da Webjet e da transferência operacional da Gol. No fim do ano, a empresa da família Constantino ficará com pouco mais de 15 mil funcionários, ante 20 mil do fim de 2011, disse seu presidente.

Reação – O Sindicato Nacional dos Aeronautas convocou uma coletiva de imprensa nesta sexta-feira em sua subsede em frente ao Aeroporto de Congonhas. Segundo o sindicato, há um "duopólio TAM e Gol, que prejudica trabalhadores e passageiros, levando ao aumento do valor das passagens e à piora dos serviços prestados pelas empresas aéreas."

"A direção do sindicato está surpresa com o anúncio das demissões em massa, pois em contatos com a Gol, nas últimas semanas, a direção da empresa falou que só realizaria demissões em último caso. A entidade já está em contato com o Ministério do Trabalho, pedindo providências.
 
Fonte: VEJA

COMUNICADO OFICIAL DA GOL SOBRE O ENCERRAMENTO DAS OPERAÇÕES DA WEBJET


SÃO PAULO, 23 DE NOVEMBRO DE 2012 – A GOL Linhas Aéreas Inteligentes S.A., a maior companhia aérea de baixo custo e baixa tarifa da América Latina, comunica, a partir da presente data, o início do processo de encerramento das atividades de sua controlada Webjet e a descontinuidade de sua marca.

A primeira medida é a extinção das operações de voo. A Webjet possui um modelo de operação com base em uma frota composta majoritariamente por aviões modelo Boeing 737-300, de idade média elevada, alto consumo de combustível e defasagem tecnológica. Com os novos patamares de custo do setor no Brasil, esse modelo deixou de ser competitivo.

Como consequência do encerramento das operações, a Webjet desliga aproximadamente 850 colaboradores entre tripulação técnica, tripulação comercial e manutenção de aeronaves.

Os clientes e passageiros da Webjet serão integralmente assistidos pela GOL, e terão seus voos garantidos, permanecendo a GOL, a partir dessa data, responsável por todos os serviços de transporte aéreo e assistência a esses passageiros. Nesse sentido, todas as providências necessárias serão tomadas.

Com essa decisão e as consequências dela decorrentes, a Companhia estima um aumento pontual de custos durante o quarto trimestre de 2012, que serão oportunamente informados. Tais medidas deverão resultar em uma operação mais eficiente a partir de 2013.

Com relação à frota Boeing 737-300 da Webjet, estima-se a devolução total das 20 aeronaves até o final do primeiro semestre de 2013, sendo 16 dessas devolvidas até o final do primeiro trimestre do próximo ano.

Nesse cenário de redução de sua frota, a GOL prevê uma redução da oferta doméstica (ASK) entre 5% e 8% no primeiro semestre do ano de 2013 na comparação com o mesmo período de 2012. Essas medidas reforçam o comprometimento da GOL na recuperação de suas margens operacionais e na sustentabilidade do negócio.

SOBRE A GOL LINHAS AÉREAS INTELIGENTES S.A.

A GOL Linhas Aéreas Inteligentes S.A. (Bovespa: GOLL4 e NYSE: GOL), a maior Companhia Aérea de baixo custo e baixa tarifa da América Latina opera, com as marcas GOL e VARIG, cerca de 900 voos diários para 62 destinos em 9 países na América do Sul e Caribe, utilizando uma frota jovem e moderna de aeronaves Boeing 737-700 e 737-800 Next Generation, as mais seguras, eficientes e econômicas da classe. Por meio de acordos com empresas regionais, a companhia oferece aos clientes acesso a outros 12 destinos brasileiros. 

Além disso, o programa de relacionamento SMILES, o maior do Brasil, permite que seus participantes acumulem milhas e resgatem bilhetes para mais de 560 localidades em todo o mundo, por meio de voos realizados por parceiras estrangeiras. A companhia possui também o serviço logístico Gollog, que capta e distribui cargas e encomendas em mais 3.500 municípios brasileiros e oito internacionais. Com seu portfolio de produtos e serviços inovadores, a GOL Linhas Aéreas Inteligentes oferece a melhor relação custo-benefício do mercado.
Abaixo todas as aeronaves da frota da Webjet que o POA SPOTTER registrou nos últimos anos. Ficamos devendo alguns.
 
POA - 19/11/2012 - PR-WJA WEBJET Boeing 737-322 (CN 24663) (Ex N388UA N401TZ)

 POA - 02/10/2012 - PR-WJB Webjet Linhas Aereas Boeing 737-341 (CN 25050) (Ex PP-VOU PR-BRG)

 POA - 03/09/2011 - PR-WJC WebJet Boeing 737- (CN 25051) (Ex PP-VOV PR-BRF)

 POA - 11/09/2012 - PR-WJD WebJet Linhas Aéreas Boeing 737-3Y0 (CN: 23922) (Ex EC-EHZ PP-VOM TF-ABK OO-VEE PT-SSK)

 POA - 23/05/2012 - PR-WJE Webjet Linhas Aereas Boeing 737-33A (CN 25057) (Ex PP-SOK PT-MNJ PT-TEQ)

 POA - 13/07/2012 - PR-WJF WebJet Boeing 737-341 (CN 24936) (Ex PP- VOO)

 POA - 13/06/2011 - PR-WJG WebJet Linhas Aéreas Boeing 737-322 (CN: 24452) (EX N359UA PR-GLB)

 POA - 25/07/2011 - PR-WJH Webjet Linhas Aereas Boeing 737-341 (CN 26856)

POA - 10/11/2012 - PR-WJI WebJet Linhas Aéreas Boeing 737-341 (CN: 26857) (Ex PP-VPC)

 POA - 05/22/2012 - PR-WJJ Webjet Linhas Aéreas Boeing 737-341 (CN 24935)

 POA - 03/08/2012 - PR-WJK WebJet Boeing 737-33A (CN 23830) (Ex 9H-ACT CS-TIO CS-TKC)

 POA - 01/05/2012 - PR-WJL Webjet Linhas Aereas Boeing 737-36N (CN 28590) (Ex OK-FIT SP-FVO SP-LME )

 POA - 25/09/2012 - PR-WJM WebJet Linhas Aéreas Boeing 737-36Q (CN: 28660) (Ex EC-GNU G-IGOB G-THOK)

POA - 02/07/2012 - PR-WJN WebJet Boeing 737-36Q (CN: 29327) (Ex G-OFRA G-THOI)


  POA - 13/07/2012 - PR-WJO Webjet Linhas Aereas Boeing 737-3Q8 (CN 26295) (Ex B-2937 N295AN)

 POA - 16/12/2011 - PR-WJP Webjet Linhas Aereas Boeing 737-3Q8 (Ex N73380 TS-IEF )

 POA - 18/07/2012 - PR-WJQ Webjet Boeing 737-3U3 (CN 28742)

 POA - 19/07/2012 - PR-WJR Webjet Boeing 737-36N (CN 28566) (Ex PK-GGT PP-VPT)

  POA - 18/08/2012 - PR-WJS WebJet Linhas Aéreas Boeing 737-3Y0 (CN: 24465) (Ex 9M-AEB EI-BZF)

 POA - 29/04/2012 - PR-WJT Webjet Boeing 737-3Y0 (CN 24908) (EX TC-SUP G-LGTE N908BV)

 POA - 04/09/2012 - PR-WJU Webjet Linhas Aereas Boeing 737-36N (CN 28560)

 POA - 03/08/2012 - PR-WJV Webjet Boeing 737-36N (CN 28567)

  POA - 30/06/2011 - PR-WJW Webjet Boeing 737-33A (CN 27267)(Ex VH-CZU YR-BAA ZK-CZU) 

 POA - 26/09/2011 - PR-WJX WebJet Boeing 737-33A (CN 25033) (Ex G-MONV LN-KKA N5033)

POA - 07/05/2012 - PR-GGD Webjet Linhas Aéreas Boeing 737-8EH(SFP)(WL) (CN 34275) (Ex N1786B)

 POA - 10/11/2012 - PR-GGT Boeing 737-8EH GOL Linhas Aéreas (CN 35830) (Ex: N1787B)

 POA - 30/05/2012 - PR-GTI WEBJET BOEING 737-8EH (CN 34280)

Gol inicia processo de encerramento da Webjet


Por Tatiane Bortolozi | Valor

A Gol Linhas Aéreas demitirá 850 colaboradores, entre tripulação técnica, tripulação comercial e manutenção de aeronaves, como parte do processo de encerramento das atividades e da marca da controlada Webjet, que se inicia hoje, informou em comunicado.

A primeira medida é a extinção das operações de voo. “A Webjet possui um modelo de operação com base em uma frota composta majoritariamente por aviões modelo Boeing 737-300, de idade média elevada, alto consumo de combustível e defasagem tecnológica”, afirma a Gol em comunicado. “Com os novos patamares de custo do setor no Brasil, esse modelo deixou de ser competitivo”, complementa.

Estima-se a devolução de 20 aeronaves Boeing 737-300 da Webjet até o fim do primeiro semestre de 2013. Deste total, 16 aviões serão devolvidos até o fim do primeiro trimestre do próximo ano.

Segundo a empresa, as medidas resultarão em uma operação mais eficiente a partir de 2013. A Gol estima um aumento “pontual” de custos no quarto trimestre deste ano, que será informado mais adiante.

A frota menor deve reduzir a oferta doméstica (ASK)  de 5% a 8% no primeiro semestre de 2013, ante o mesmo período deste ano, estima a empresa aérea. “Essas medidas reforçam o comprometimento da Gol na recuperação de suas margens operacionais e na sustentabilidade do negócio”, frisa a companhia em nota.

Economia de combustível

As aeronaves da Gol economizam 30% mais combustível que os aviões utilizados pela Webjet, disse Paulo Kakinoff, presidente da Gol, em teleconferência com jornalistas.

Segundo Kakinoff, “ainda não é possível dimensionar o valor absoluto” da economia que a empresa vai fazer com o fim da operação da Webjet, mas será um valor significativo.

O combustível representa atualmente 46% dos custos da gol, afirmou ele, acrescentando que a empresa registrou em 2012 um “prejuízo histórico”, de perdas acumuladas de R$ 1 bilhão, que, segundo o executivo, decorreram de fatores macroeconômicos que colocaram a companhia em um nível crítico

Kakinoff citou a desvalorização cambial, que refletiu em  aumento nos custos de manutenção e aquisição de aeronaves, além do preço do combustível, “que passou a representar 46% dos custos da Gol. “[Este] é um dos motivos pelos quais decidimos não operar com as aeronaves da Webjet”, disse.

Processo de decisão

A decisão de encerrar as operações da Webjet foi tomada ao longo das últimas semanas, disse Kakinoff.

O executivo afirmou que, até a aprovação do Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), em outubro, a Gol “estava impedida de ter diligência mais aprofundada, justamente para analisar as sinergias” das duas empresas. A aprovação do Cade liberou a Gol para estudar o desligamento da Webjet.

O assunto já estava na pauta dos executivos da Gol. Em reportagem publicada no dia 17 de outubro, Kakinoff disse ao Valor que ainda não havia decisão “sobre a continuidade da marca Webjet”.

A Gol montou então um grupo de estudos para analisar a viabilidade do fim da Webjet, contou Kakinoff.

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

AVIANCA PREPARA OFERTA FINAL PELA TAP

Avianca Brasil planeja desacelerar a expansão em 2013, tendo um hiato na sequência de um surto de crescimento, que viu a transportadora mais do que dobrar de tamanho em menos de dois anos. Avianca Brasil a perspectiva permanece brilhante apesar mercado desafiador do Brasil, que levou duas das maiores operadoras de cortar capacidade doméstica, talvez por se beneficiar de associação prevista na Star Alliance e da possível aquisição da TAP Portugal pela sua controladora.

O Synergy Group possui 100% da Avianca Brasil, grupo investimentos, que também é o maior acionista da Avianca- TACA Holding, o pai de várias operadoras em outros países da América Latina, incluindo quatro membros da Star Alliance. O Synergy é também o único proponente na venda de outro membro da Star Alliance: TAP Portugal , que tem uma extensa rede no Brasil e que iria acrescentar um valor significativo para a rede toda-doméstica da Avianca Brasil. 

José Efromovich presidente da Avianca Brasil e membro do conselho Grupo Synergy à ALTA Airline Leaders Forum 2012 no Panamá, em 17 de novembro de 2012, que o Synergy tem atualmente uma equipe de 38 pessoas realizando estudandos sobre a TAP e monta um lance final. Ele disse que o Synergy planeja apresentar sua proposta final ao Governo Português em 07/12/2012. 


Avianca Brazil e Synergy trabalhando para uma proposta final pela TAP Portugal 

O Grupo Synergy foi inicialmente uma das 10 empresas que manifestaram interesse em adquirir a TAP, e uma das três empresas que apresentaram propostas, na fase inicial. A proposta do Synergy foi a única considerada para atender os requisitos descritos em outubro de 2012. Efromovich disse no Fórum da ALTA que, embora possa parecer que Synergy tenha a "sorte" de ser a única concorrente restante, não é um cenário ideal, porque o Governo não terá de referência para determinar se o valor oferecido representa um valor justo para a TAP .

Sr. Efromovich disse que a equipe está fazendo estudos para tentar determinar o valor da TAP. "Neste momento, estamos apenas trabalhando em uma oportunidade que poderá ser positiva para o grupo", disse ele.

Sr. Efromovich recusou por enquanto discutir as sinergias potenciais com Avianca Brasil deve Synergy ser bem sucedido em adquirir a TAP Portugal. Mas as sinergias potenciais são aparentemente óbvia dado rede nacional Avianca Brasil ea força da TAP no mercado Brasil-Europa, onde é a maior transportadora.

TAP serve 10 destinos no Brasil e, atualmente, responde por 24% da capacidade total entre Brasil e Europa, de acordo com Innovata dados. TAP também tem uma forte rede na Europa Ocidental, onde tem mais de 40 destinos que alimentam os seus voos para o Brasil, bem como para Caracas na Venezuela e Nova York e Miami em o EUA . TAP tem também uma rede de nicho na África consiste em 13 destinos.


Avianca Brasil deve se juntar a TAP e Avianca-TACA em Star

TAP agora trabalha em estreita colaboração com o Brasil o maior operadora TAM , que se alimenta da TAP em gateways brasileiras da TAP e, atualmente, não serve Portugal. Mas a TAM é obrigada a deixar a Star Alliance, nos próximos dois anos para aderir a uma estipulação pelas autoridades da concorrência, que na aprovação de fusão da TAM com a LAN determinou que qualquer operadora no novo Airlines Group América Latina não pode estar na mesma aliança como Avianca-TACA .

Colômbia s 'Avianca, El Salvador baseada TACA International, TACA Costa Rica (também conhecido como LACSA ) e TACA Peru aderiu formalmente Star em junho de 2012. TAM é esperado para se juntar LAN transportadora irmã na oneworld embora se tornando não-alinhados também é uma opção, embora improvável.

Como relatado anteriormente CAPA, a Avianca Brasil deve se juntar à Star Alliance, como parte de uma fase posterior, juntamente com a Avianca-TACA subsidiária equatoriana AeroGal . Sr. Efromovich disse à margem do Fórum ALTA que a Avianca Brasil precisa primeiro atualizar sua plataforma de TI, incluindo seu sistema de reservas, antes que possa considerar juntar Star. Avianca Brasil atualmente usa um sistema de reservas brasileiro local que ele disse que precisa ser substituído, independentemente, uma vez que se destina a pequenas transportadoras e Avianca Brasil tornou-se muito grande.

Avianca-TACA reformulou seu sistema de TI antes de entrar Star, enquanto os planos para introduzir novos sistemas de TI no Brasil AeroGal e Avianca foram adiadas até depois Avianca na Colômbia e TACA completou a transição. Sr. Efromovich reconheceu que a Avianca Brasil precisa de um sistema de TI mais robusta, uma vez que mais do que dobrou de tamanho em menos de dois anos.

"Nosso sistema não está preparado [para uma aliança global]," o Sr. Efromovich explicou. "Com o número de passageiros que estão processando, o sistema tem de ser mais robusto, ele tem que ser mais capaz. Vamos ter que ir para outro sistema. "

Avianca Brasil também vai precisar de um novo sistema de TI para suportar uma rede internacional. A transportadora opera atualmente apenas no mercado interno, tendo abandonado a sua única rota internacional, São Paulo- Bogotá , no início deste ano. Mas Avianca Brasil, que também brevemente operado voos de longo curso com Boeing 767 em 2008 (no momento a transportadora era conhecido como OceanAir ), provavelmente irá re-introduzir os serviços internacionais, a médio e longo prazo.

A transportadora também deve olhar para oferecer aos seus clientes uma rede virtual internacional através da TAP e os membros de outras estrelas. Avianca Brasil atualmente apenas codeshares com suas afiliadas na Colômbia e Peru , que operam cinco rotas para o Brasil e recebe alimentação da rede doméstica Avianca Brasil.

Avianca Brasil agora é do grupo do Brasil atrás de terceira maior companhia aérea Gol - Webjet , TAM e Azul - TRIP . Avianca Brasil atende atualmente 24 aeroportos nacionais e tem cerca de uma quota de 5% do mercado doméstico brasileiro, mas tem a companhia aérea que mais cresce no Brasil até agora este ano.

Avianca Brasil cresceu doméstica ASKs em 87% durante os primeiros nove meses de 2012, de acordo com brasileiras ANAC dados. A transportadora responsável por 4,7% de ASKs e 5,1% dos RPK no mercado interno brasileiro nos primeiros nove meses de 2012, comparado com apenas 2,6% e 2,9%, respectivamente, nos primeiros nove meses de 2011.

Brasil participação no mercado doméstico (% de RPKs) por grupo de companhias aéreas: 9M2012 9M2011 vs

Grupo de companhias aéreasA participação de mercado 9M2012A participação de mercado 9M2011
TAM40,2%41,5%
Gol-Webjet39,6%43,3%
Azul-TRIP14,5%11,2%
Avianca Brasil
5,1%2,9%
Outros0,7%0,9%
Fonte: CAPA - Centro de Aviação e Innovata 
Nota: Os valores incluem os valores Gol Webjet e Azul incluem TRIP embora as aquisições ainda não foram concluídas.

Avianca Brasil pela primeira vez em sua história, em fevereiro de 2012 uma figura partes mensal de mercado superior a 5%. A transportadora capturado uma gravadora de 5,5% do mercado nacional em setembro de 2012. Ele também voou um recorde de 398,4 milhões RPK em setembro de 2012.


Avianca Brasil quota de mercado mensal doméstico (%, com base em RPK): Jan-2010 a setembro-2012
O crescimento de 84,5% RPK gravado pela Avianca Brasil, nos três primeiros trimestres de 2012 segue RPK crescimento de 40,8% em 2011 e 27,1% RPK% em 2010, quando a transportadora retomada de expansão, após um hiato de dois anos. Avianca Brasil em 2Q2008 capacidade de corte e implementou uma reestruturação que resultou na sua participação no mercado doméstico de cair para menos de 3%. A transportadora posteriormente manteve a sua capacidade em 2H2008 plana e ao longo de 2009.
Depois de manter o tamanho de sua frota estável em apenas 14 aeronaves em 2H2009 e todos de 2010, a Avianca Brasil retomou o crescimento março de 2010 depois de tomar o primeiro lote de aeronaves da família A320. Três 132-assento A319 juntou frota da transportadora de 14 100 lugares Fokker 100 em 2010. Em 2011, a expansão foi mais acelerada como cinco A318, dois A319 e quatro A320-164 assentos foram adicionados, dando ao veículo de uma frota de 25 aeronaves no início de 2012.
Sr. Efromovich disse Avianca Brasil vai terminar 2012 com uma frota de 34 aeronaves. A aeronave nove sendo adicionados em 2012 incluem mais cinco A318.

Avianca Brasil não tem planos de expandir a frota em 2013


Mas o Sr. Efromovich disse no CAPA novembro-2012 ALTA Fórum que a transportadora agora planeja manter o tamanho de sua frota de cerca de apartamento em 2013. Avianca Brasil ainda está comprometida em tomar cinco A318 adicionais durante 2013, o último lote de 15 ex-LAN PW6000-powered A318 que Synergy inicialmente comprometida com a aquisição, em 2011. Mas o Sr. Efromovich disse Synergy decidiu acelerar a aposentadoria de alguns de seus Fokker 100 e agora planeja remover quatro ou cinco Fokker 100 do serviço em 2013.
Embora a frota da transportadora não é esperado um crescimento de mais de uma aeronave em 2013, o Sr. Efromovich ressaltou que a capacidade vai crescer em algumas rotas como Avianca Brasil configura seus A318 com 120 lugares em comparação com apenas 100 lugares à sua Fokker100s. Sr. Efromovich disse Avianca Brasil ainda espera expansão de capacidade de cerca de 33% para todo o ano de 2013, abaixo do crescimento de capacidade prevista para todo o ano de 90% para 2012. O crescimento de 33% é impulsionado pelo impacto ano inteiro de aeronaves adicionado em 2H2011, bem como a troca de cinco Fokker 100s para A318 maiores.
Avianca Brasil foi anteriormente planejando começar a sua eliminação progressiva Fokker 100 em 2014, quando o cheque próxima manutenção pesada é devido. Mas o Sr. Efromovich disse no ambiente de mercado atual, faz sentido começar a remover o Fokker 100 um ano antes de vir para a manutenção pesada.
Synergy adquiriu 29 Fokker 100, em 2005, a partir da American Airlines , com 15 sendo entregue a Avianca na Colômbia e 14 para a Avianca Brasil (então conhecida como OceanAir). Avianca acelerou a aposentadoria de seus 15 Fokker 100, em 2011, quando lhe foi oferecido uma proposta atraente para alugar 15 CFM56-powered A318 da GECAS que anteriormente eram operadas pela extinta Mexicana .

Avianca Brasil a se concentrar em melhorar a rentabilidade, em vez de quota de mercado


Sr. Efromovich disse CAPA faz sentido para Avianca Brasil, para desacelerar o crescimento em 2013 e acelerar a eliminação de parte do combustível Fokker 100 ineficiente ", considerando o que aconteceu no mercado". Ele acrescentou que não está interessado em crescer ainda mais partes da transportadora mercado, mas melhorar a rentabilidade. "A quota de mercado não é um objetivo. É uma conseqüência ", disse o Sr. Efromovich CAPA. "A missão é para ser rentável. E esta é uma meta real. "
Ele acrescentou que o grande crescimento ao longo dos últimos dois anos foi perseguido porque Avianca Brasil havia se tornado "muito pequena". Enquanto a transportadora suspendeu toda a expansão em 2H2008 e todos de 2009, todas as outras grandes operadoras brasileiras perseguido rápido crescimento, levando a uma queda significativa na participação de mercado da Avianca Brasil. O crescimento em 2011 e 2012 permitiu Avianca Brasil para fechar a lacuna com suas rivais de maior porte que se ampliou nos anos anteriores.
O crescimento deste ano veio como duas maiores companhias aéreas do Brasil, TAM e Gol, reduziram a capacidade em resposta ao excesso de capacidade no mercado doméstico, especialmente em rotas principais. TAM e Gol também anunciou planos para cortar ainda mais capacidade em 2013.


Avianca Brasil 10 melhores rotas com base na capacidade (assentos): 20-Nov-2012-26-Nov-2012
Avianca Brasil também tem uma grande operação doméstica no slot de São Paulo controlada aeroporto internacional de Guarulhos . Avianca Brasil já responde por 7% da capacidade doméstica em Guarulhos, de acordo com dados Innovata. Sr. Efromovich disse que a transportadora CAPA gostaria de garantir mais slots em Guarulhos, que lhe permitam aumentar a frequência de linhas troncais e fornecer portadores Estrelas com mais conexões. Isso é importante para a Star, uma vez que tem mais de 10 membros que atualmente servem Guarulhos.

São Paulo Guarulhos, a capacidade interna (bancos) por portador: 20-Nov-2012 a 26-Nov-2012
Guarulhos é atualmente a maior base de Avianca Brasil, seguido por Brasília e Salvador. Todos os três aeroportos são servidos pela TAP.

Avianca Brasil top 10 hubs / bases / postos de capacidade (assentos): 20-Nov-2012-26-Nov-2012
Enquanto as empresas várias Star também servir Rio de Janeiro Aeroporto Internacional do Galeão, a TAP é membro da Star a apenas servindo cidades secundárias do Brasil. A TAP é a transportadora de longa distância apenas servindo vários aeroportos brasileiros, quase todos os que também são servidos pela Avianca Brasil.
Azul e Trip, que agora estão em processo de fusão, também continuou a expandir-se rapidamente. Com a Gol ea TAM grupos (o primeiro está agora no processo de aquisição da Webjet transportadora companheiro de baixo custo), continuando a reduzir a capacidade, o novo grupo Azul-TRIP e Avianca Brasil são esperados para continuar gravação ganhos de participação de mercado em 2013, mesmo se seu ritmo de expansão diminui.
Avianca Brasil se concentra principalmente em grandes cidades brasileiras, enquanto Azul e Trip, ambas operando Embraer jatos regionais e ATRturboélices, se concentrar mais em rotas regionais. Sr. Efromovich disse que a empresa serve apenas quatro ou cinco destinos menores e continuará a centrar a sua rede em cidades grandes apesar de ter reconhecido que haverá "uma necessidade de torná-los um pouco mais denso", como Avianca Brasil se prepara para iniciar a alimentação membros da Star. Dado o seu foco em rotas principais, a Avianca Brasil deve ser posicionada para tirar vantagem da capacidade de corta implementado pela maior Gol e TAM, enquanto Azul-TRIP, que tem uma rede muito maior do que a Avianca Brasil doméstico como a dupla atende a aproximadamente 100 destinos, é posicionado para aproveitar o crescimento contínuo na demanda em centros regionais.
Avianca do Brasil espera crescimento de 33% ASK para 2013 deve ver a captura transportadora cerca de 7% do mercado nacional até o final de 2013. Azul-TRIP, entretanto, poderia ver a sua quota de mercado nacional a abordagem de 20% até o final de 2013. Como resultado, a Avianca Brasil permanece muito menor que três principais grupos líderes do Brasil. Mas, servindo quase todos os principais destinos domésticos Avianca Brasil tem a rede a ser um jogador importante, inclusive no setor corporativo, e fornecer alimentação suficiente para a TAP e todas as transportadoras Estrelas servindo Brasil.


Avianca Brasil está pronto para voltar a acelerar a expansão, se as condições do mercado o justificarem


Sr. Efromovich ressaltou que Synergy tem a flexibilidade necessária para buscar um crescimento mais rápido no Brasil do que agora Avianca planejado deve ditar as condições de mercado, atribuindo ao Brasil algumas das aeronaves da família A320 da actual carteira de encomendas da Avianca-TACA. O transportador também pode mudar de idéia e manter mais do Fokker 100s operacional por mais um ano.
"Nós sempre temos a possibilidade de adicionar, se algo muda. Nós sempre temos a possibilidade de crescer, se algo acontecer ", explicou. "Não existem muitas empresas no mundo que têm essa capacidade de se mover em uma direção ou outra. Estar em diferentes áreas, em diferentes mercados, dependendo histórias políticas que possam se adaptar. Isto é o que temos vindo a fazer nos últimos três a quatro anos. "
Todos A319 Avianca Brasil e A320 veio Avianca-TACA ordens e Sinergia muitas vezes decide apenas alguns meses antes da entrega do veículo que vai receber cada nova aeronave. Há seis operadores A320 sob Avianca-TACA ou Synergy, com certificados no Brasil, Colômbia, Costa Rica,Equador , El Salvador e Peru.
Mas Avianca Brasil poderia enfrentar desafios como o crescimento econômico no Brasil diminui, afetando todas as transportadoras. O potencial aquisição da TAP pela Avianca Brasil Synergy pais também podem levar a desafios de integração e desviar recursos Avianca Brasil.
Todos os outros grupos de companhias aéreas, incluindo LAN-TAM pai LATAM Airlines Group, eleito contra a apresentação de propostas para a TAP, uma indicação dos desafios que qualquer comprador companhia aérea poderia enfrentar na tentativa de digerir e integrar o portador Português. LATAM CEO Enrique Cueto disse no Fórum da ALTA mercado europeu funciona de maneira muito diferente do que o latino- americanodo mercado, o que poderia fazer alguma aquisição na Europa desafio para grupos latino-americanos para completar. "Você não sabe os riscos que estão assumindo", disse ele. Sr. Cueto acrescentou que LATAM buscar aquisições adicionais na região ou no exterior, se faz sentido, mas alertou que "não faz sentido concentrar apenas em crescimento".


Busca de sinergia TAP é lógico


Sr. Cueto disse por agora LATAM está focada na integração de LAN e TAM e explorar sinergias de rede. Como LATAM é de longe o maior grupo de companhia aérea na América Latina e já tem uma grande rede internacional no Brasil através da TAM, o grupo pode dar ao luxo de passar TAP.Para Avianca-TACA e Avianca Brasil, que no futuro pode passar de sinergia para Synergy, controlado Avianca-TACA Holding, as oportunidades possível graças a uma potencial aquisição da TAP são mais atraentes.
Avianca-TACA continua a ser um grupo muito menor que a LATAM, mesmo quando incluindo Avianca Brasil, o grupo tem uma presença muito pequena no mercado de trans-Atlântico como a sua rede europeia é limitado a apenas dois destinos. No Brasil, a marca Avianca tem crescido significativamente nos últimos dois anos, mas somente tem uma presença em cinco rotas internacionais - que são operados por suas subsidiárias colombianas ou peruano.
Combinando com a TAP e juntando Estrela daria Avianca Brasil um enorme impulso e torná-lo um jogador global. Também ajudaria as ambições de longa data da família Efromovich, dono Synergy, para ser um jogador importante no mercado do Brasil de longo curso.
Em 2007 Synergy olhou para a aquisição da Varig, enquanto a transportadora de bandeira anterior era em falência. Sinergia acabaram decidindo contra fazer uma oferta pela Varig, Gol deixando para adquirir a companhia aérea, incluindo a sua rede de longa distância, que acabou por ser de curta duração sob Gol. Cinco anos mais tarde Synergy, que invadiu a indústria da aviação em 1998 com a aquisição da OceanAir e muito mais tarde adquiriu Avianca e equatorianos portadores AeroGal e VIP , tem outra oportunidade de ouro. Certamente haverá riscos e desafios se Synergy é bem sucedida na aquisição da TAP. Mas não haveria enormes benefícios para Avianca Brasil, bem como sinergias para Avianca-TACA, ajudando o grupo a fechar a lacuna com LATAM muito maior.

NOTA: HOJE NÃO VOU TER TEMPO PARA FAZER UMA TRADUÇÃO MAIS PRECISA, ENTÃO FIZ UMA TRADUÇÃO RÁPIDA USANDO O GOOGLE. O ARTIGO ORIGINAL PODE SER LIDO CLICANDO AQUI.