domingo, 7 de outubro de 2012

ÚLTIMO VOO DA WEBJET SERÁ EM JULHO DE 2013


POA - 13/07/2012 - PR-WJF WebJet Boeing 737-341 (CN 24936) (Ex PP- VOO)

A aérea Webjet já tem data para terminar. Segundo uma fonte que teve acesso ao calendário de extinção da companhia, seu último voo está programado para julho de 2013.

O cronograma, porém, está condicionado à aprovação pelo Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) da operação de compra da Webjet pela Gol. A aquisição seria julgada semana passada, mas foi retirada da pauta do órgão em cima da hora. A expectativa é que o julgamento ocorra na próxima quarta-feira.

POA - 30/05/2012 - PR-GTI WEBJET BOEING 737-8EH (CN 34280)

Com o fim da empresa, o Rio perderá a única aérea que voa no mercado doméstico com base operacional na cidade. TAM, Gol, Avianca, Azul e Trip — as duas últimas, em processo de fusão — mantêm suas bases no estado de São Paulo. A base da Webjet fica no Galeão.

A programação para o último voo da Webjet está relacionada ao prazo para renovação da frota da empresa. Desde o fim de 2011, ela está gradualmente substituindo seus Boeings 737-300, de 148 lugares e com média de 20 anos de idade, por modelos maiores e novos, os 737-800, que comportam 184 passageiros. A ideia, se aprovada pelo Cade, é que a Gol absorva a frota renovada em suas operações e acabe com a marca Webjet. A companhia carioca tem uma frota de 27 aeronaves e atende 17 destinos no Brasil.

POA - 02/10/2012 - PR-WJA WEBJET Boeing 737-322 (CN 24663) (Ex N388UA N401TZ)

POA - 03/08/2012 - PR-GGT Boeing 737-8EH GOL Linhas Aéreas (CN 35830) (Ex: N1787B)

POA - 14/08/2012 - PR-WJN WebJet Linhas Aéreas Boeing 737-36Q (CN 29327) (Ex G-OFRA G-THOI)

Segundo a Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), as duas empresas também precisam do aval da instituição para a união de suas operações, o que ainda não foi pedido. A Anac só autorizou até agora a integração administrativa das duas companhias.

Quanto aos funcionários, a intenção é que sejam incorporados à folha de pagamento da Gol, mas ainda não está certo se haverá demissões. Alguns, especialmente os que desempenham funções administrativas, se adiantaram ao processo e já estão esvaziando as gavetas. Segundo uma fonte do setor, a Webjet estaria enfrentando dificuldades para substituí-los.

Enquanto aguardam o julgamento do Cade, Gol e Webjet estão operando de maneira independente, conforme estabelecido no Acordo de Preservação de Reversibilidade de Operação (Apro), celebrado entre as partes em outubro do ano passado. A medida visa a garantir que a compra possa ser revertida se o negócio for reprovado pelo Cade.

As duas empresas, no entanto, podem compartilhar voos, desde que não implique redução da capacidade de oferta da Webjet. A preocupação do órgão é com rotas como Guarulhos-Porto Alegre, em que juntas as aéreas têm mais de 40% do transporte de passageiros.

A Webjet foi criada em 2005. Dois anos depois passou ao comando do empresário Guilherme Paulus, ex-dono da agência de viagens CVC. Em julho de 2011, a Gol anunciou sua compra por R$ 310,7 milhões, sendo R$ 215 milhões de dívidas que seriam absorvidas pela empresa e R$$ 96 milhões em dinheiro.

Em março deste ano, quando foi anunciada a conclusão da compra, o valor em dinheiro da aquisição havia caído a R$$ 43,4 milhões, fora dívidas. Procuradas, nem Gol nem Webjet se manifestaram.

Fonte: O Globo

8 comentários:

  1. A GOL será a WEBJET de hoje, ou seja vamos pagar pelo lanche, a água será de grátis. Mas prefiro pagar barato. Os novos Boeing 737 MAX da GOL virão da GECAS Leasing, ou seja serão alugados.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A Gol já cobra pelo lanche...

      Excluir
    2. Alguns voos cobra e CWB/POA, ainda não, mas será todos no futuro, para mim pode cobrar, só quero viajar.

      Excluir
    3. Para POA-GRU sim e POA-COR não.

      Excluir
  2. E os avioes da web vão pra onde? Otimo blog

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Devem ir para outros operadores. O WJP foi para BOA (http://poaspotter.blogspot.com.br/2012/08/poa-01082012-pr-wjp-boa-boeing-737-3q8.html).

      Excluir
  3. em um ano perdemos ou perderemos 4 empresas:BQB , Pluna , Passaredo e a Web Jet em Poa.Para o consumidor é ruim pois diminui a concorrencia , por outro lado otimiza as ocupações .Em junho Fiz POA-CWB-POA pela web e não serviram absolutamente nada nos 2 trechos .Abraços !

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim Carlos Almeida... Quando menos concorrência maior o preço. Nas empresas "LOW COST" se corta toda a mordomia em busca de um preço mais competitivo. Tomar que o corte seja apenas no lanche. O engraçado é tentarem vender um pacote a amendoim de 50 gramas por R$ 5,00.

      Excluir